quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

FELIZ 2010


Vocês já perceberam como o tempo tem passado rápido? Estamos em contagem regressiva para o término de 2009 e o início de 210.

Esse é o momento de celebrar todas as nossas conquistas e acreditar nas próximas que ainda estão por vir!

Desejo a todos um FELIZ ANO NOVO, com muita paz, SAÚDE, amor e muitas bençãos.



Ótimas realizações



Posted on quinta-feira, dezembro 31, 2009 | Categories: ,

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Você, eu, eles e a falta de tempo!


Sinal dos tempos
A mania de correr contra o relógio mesmo quando não há compromissos é considerada uma alteração de comportamento.

Sentir-se oprimido pelo relógio é algo bem comum nos dias atuais, que parecem cada vez mais curtos diante do acúmulo de compromissos. Por isso, ninguém estranha que as pessoas estejam apressadas. Mas merece atenção o fato de se reclamar em demasia da perda de tempo. pode ser um sinal da chamada sindrome da pressa. Estudada desde os anos 80, ela voltou a ganhar destaque por conta do lançamento recente de Se tiver pressa, ande devagar (Ed. Fundamental), Um best-seller sobre gerenciamento do tempo escrito pelo especialista alemão Lothar Seiwert. O livro tras o teste para identificar o problema, também chamado de doença da pressa. Para alguns psiquiatras , no entando, é um exagero considerá-lo enfermidade. "É uma alteração de comportamento", afirma Táki Cordas, da Universidade de São Paulo.

Entre os sintomas estão agonia (devido a uma suposta escassez de tempo) e execução de atividades simultâneas. em geral, a pressa leva a tensão e o cansaço. No caso da alteração, a irritação e a impaciencia se manifestam sem motivo, em situações como esperar o sinal de trânsito ficar verde. "Até nos momentos de descanso, a pessoa acha que está perdendo tempo", observa a psicologa Ana Maria Rossi, de porto Alegre. A manutenção desse estado é um risco. "A pressa constante aumenta as chances de derrame ou infarto", alerta.

Um levant amento feito em 2004 pela psicologa Marilda Lipp, da PUC/ Campinas (SP), revelou que o problema é frequente. "De 294 executivos, 90% agiam apressadamente, apesar de não estarem atrasados, e 10 % precisavam se reeducar para recuperar a qualidade de vida", diz. A reeducação consiste em um treinamento para aprender curtir a vida em ritmo menos corrido. Uma sugestão é elevar as atividades mais importantes do dia e determinar o tempo para cada uma. A disfunção é mais constate em cidades mais agitadas. Também no ano passado, Marilda detectou a alteração em 1500 pacientes dos quatro mil atendimentos no ambulatório de ansiedade da PUC/ Campinas. No Ambulatório de Ansiedade da Universidade Federal do Pará, nenhum dos 130 pacientes atendidos em 2004 sofria de pressa.
Revista ISTOÉ, 23 de Fevereiro/ 2005.
Página 55. Mônica Tarantino



Esta Matéria saiu na ISTOÉ em 2005, estamos no final de 2009 e a cada dia este quadro só tem piorado cada vez mais, é importante prestar atenção em alguns fatores que apresentam alerta na nossa vida, a falta de tempo infelizmente é presente e constante para todos. O trabalho, a faculdade, os cursos, em alguns casos o casamento e até os filhos deixam as pessoas enlouquecidas e angustiadas.

Digo isto porque por pior que pareça a vida é mesmo uma correria, não é nada fácil acordar às 6h (ou até antes) ir trabalhar, passar por stresses, pegar condução lotada ou enfrentar aquele transito caótico, ir direto para a faculdade, e chegar só meia noite em casa. E aos finais de semana, principalmente domingo, passamos angustiados pensando "Meu Deus, amanhã começa tudo novamente". Acontece que são nessas situações que nem aproveitamos e curtimos nossa vida, porque na maioria do tempo passamos exaustos e estressados!

Mas antes que enlouqueçamos, é bom parar uma horinha e pensar um pouco em nós mesmos, tentar organizar e selecionar bem os horários, e principalmente reservar um booom tempo para se cuidar.

Beijo Grande, fiquem com Deus e até o próximo Post!