quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Inimigo do sol e da vaidade

  Publicado no antigo modelo da revista: 7dias com você, edição 346


Muito cuidado com os procedimentos estéticos nesta época do ano. No lugar de um bronzeado invejável, você poderá ganhar marcas irreversíveis na pele

Por Joyce Barreto Chicon

O verão é a estação mais desejada do ano, principalmente para os praieiros de plantão. Fica difícil resistir à tentação de expor-se ao sol e ficar com aquele bronzeado impecável. Mas o que poucos sabem é que por mais cuidados que você tenha, nunca é suficiente para proteger-se e a exposição excessiva ao sol é sempre uma ameaça à saúde.

As mulheres costumam se cuidar ainda mais nessa época, e aderem alguns tratamentos estéticos que requerem mais cuidados do que elas imaginam. As clínicas de estéticas faturam bem mais nessa época, e os tratamentos mais procurados são os para secar varizes, aplicar botox, peeling, depilação de laser, além de tratamentos para redução de medidas.

O problema é que quando você se submete a tratamentos como esses e se expõe ao sol, o efeito de todo esse sacrifício e investimento pode ser o inverso do esperado, causando manchas e até queimaduras graves na pele. Portanto é fundamental que determine um curto tempo de exposição ao sol. De no máximo 20 minutos por dia, e evite o sol das 10h e 15h.

Em primeiro lugar: informe-se com seu médico sobre os cuidados essenciais pós-tratamento. Se optar pelo Botox, por exemplo, deverá evitar qualquer exposição aos raios solares por 48 horas e não tomar Sol durante 30 dias. Mesmo depois do tempo determinado, fique atenta aos hematomas que podem ser potencializados pelo Sol.

PEELING
No caso de qualquer tratamento a laser, seja peeling ou depilação, as recomendações são semelhantes ao Botox. Evite o Sol durante um mês para que haja tempo da pele ser renovada completamente. “Para qualquer tratamento estético, em geral, o Sol deve ser evitado por 30 dias, no mínimo, para algumas pessoas é necessário até mais tempo. Cada caso é um caso. Por isso, é importante seguir as recomendações médicas para evitar manchas e marcas irreversíveis”, adverte a dermatologista Daniela Graff.
TATUAGEM
Desenhar a pele com agulhas também requer mais atenção nesta época do ano. Os desenhos desejados podem ser transformados em cicatrizes horríveis com a exposição solar, além de aumentar os riscos de inflamações. A lesão é superficial e por volta de sete a dez dias o ferimento terá uma aparência melhor, mas a cicatrização total ocorre dentro de um mês. Neste caso, a recomendação é higienizar a região sempre, lavando-a muito bem com sabonete neutro e bastante água numa temperatura morna para fria. Ah! E evite as tatuagens de henna, pois elas podem causar uma alergia que poderá transportá-la da praia direto para o hospital. Se insistir nisso, antes de aderir, faça o teste da tinta em uma região inferior da pele. Se nada der errado, escolha o seu desenho à vontade.
ESTRIAS, VASIOS E VARIZES
Os tratamentos para estrias ou para secar vasos e varizes seguem as mesmas recomendações. Mas a melhor indicação é aderir ao tratamento no inverno, quando pernas e bumbum estarão menos expostos. Para evitar reações e efeitos contrários, abuse dos líquidos, beba água frequentemente e mantenha sempre uma boa alimentação, é importante manter-se hidratada. Com um corpo enxuto e hidratado dificilmente você terá de se preocupar com celulites, estrias, vasos e afins! Independente do tratamento realizado é importante prestar atenção às reações da pele após cada procedimento. E a alimentação também entra no rol dos cuidados: evite consumir frutas cítricas. “E quando for expor-se ao Sol, prefira o horário até às 10h ou após as 16h”, alerta a dermatologista, salientando para a importância do uso do protetor solar no dia-a-dia. Espalhe o produto no corpo todo, sempre seguindo a recomendação de duas colheres (sopa) a cada aplicação.
Remédio X Sol: inimigos mortais (BOX)
Daniela lembra que fazer uso de antiinflamatórios, antibióticos, anticoncepcionais e remédios para o coração que têm na composição amiodarona ou tetraciclina e tomar sol é extremamente prejudicial à saúde. Se este é o seu caso, converse com seu médico. A combinação pode deixar seu rosto todo roxo, potencializar o risco de queimaduras, erupções e reações alérgicas até mesmo após um curto período de exposição aos raios ultravioletas. Medicamentos à base de isotretinoina e etinólicos também causam danos à pele. E jamais use cremes com ácido retinóico e clareadores antes de ir se bronzear. Eles também causam manchas e irritações.
Cabelos também reagem
Se tingir os cabelos nesta época do ano, também deverá tomar alguns cuidados. De acordo com Daniela, o contato com o sol, mar ou o cloro da piscina pode desbotar e até ressecar os fios. Se for colorir as madeixas, faça hidratações regularmente, lave-o com xampu e condicionador recomendado pelo seu dermatologista e use muito creme no mar ou na piscina para evitar danos causados pelos raios solares. Tudo entendido? Então, cuide-se para ficar sempre bonita, bem cuidada e principalmente evitar surpresas com o poderoso sol.

0 Opiniões: