sexta-feira, 5 de março de 2010

Uma fábula pode ser contada de várias formas, por diferentes meios

Como a história da Chapeuzinho Vermelho seria por diferentes meios de comunicação?
Cada meio de comunicação tem sua forma de contar o acontecimento, ou seja, sua linha editorial. Em princípio, nenhum deles está errado, apenas são diferentes formas de contar o mesmo fato.
Vamos ver essas previsões:



JORNAL NACIONAL
*(William Bonner): "Boa noite. Uma menina chegou a ser devorada por um lobo na noite de ontem...".
(Fátima Bernardes): "... Mas a atuação de um caçador evitou uma tragédia".

*FANTÁSTICO
(Glória Maria): "... Que gracinha, gente. Vocês não vão acreditar, mas essa menina linda aqui foi retirada viva da barriga de um lobo, não é mesmo?"

*CIDADE ALERTA*:
(Datena) "... Onde é que a gente vai parar, cadê as autoridades?Cadê as autoridades? ! A menina ia para a casa da avozinha a pé! Não tem transporte público! Não tem transporte público! E foi devorada viva... Um lobo, um lobo safado. Põe na tela !! Porque eu falo mesmo, não tenho medo de lobo, não tenho medo de lobo, não."

*JORNAL DA NOITE*
(Boris Casoy) "Lobo matou vovó e quase mata chapeuzinho. É uma vergonha".

*REVISTA VEJA*
"Lula sabia das intenções do lobo".

*EXPRESSO
"Lobão se deu mal. Traçou vovó, ia pegar chapeuzinho, mas caçadores acabaram com a festa"

*REVISTA CLÁUDIA*
"Como chegar à casa da vovozinha sem se deixar enganar pelos lobos no caminho".

*REVISTA NOVA*
"Dez maneiras de levar um lobo à loucura na cama".

*REVISTA MARIE-CLAIRE*
"Na cama com o lobo e a vovó".

*FOLHA DE S. PAULO*
Legenda da foto: "Chapeuzinho, à direita, aperta a mão de seu salvador".Na matéria, box com um zoólogo explicando os hábitos alimentares dos lobos e um imenso infográfico mostrando como Chapeuzinho foi devorada e depois salva pelo lenhador.

*O ESTADO DE S. PAULO*
"Lobo que devorou Chapeuzinho seria filiado ao PT."

*ZERO HORA*
"Avó de Chapeuzinho nasceu no RS".

*AQUI*
"Sangue e tragédia na casa da vovó".

*REVISTA CARAS *
(Ensaio fotográfico com Chapeuzinho na semana seguinte)Na banheira de hidromassagem, Chapeuzinho fala a
CARAS: "Até ser devorada, eu não dava valor para muitas coisas da vida. Hoje sou outra pessoa".

*PLAYBOY*
(Ensaio fotográfico no mês seguinte)"Veja o que só o lobo viu".

* REVISTA ISTOÉ *
"Dossiê Lobo: denúncias criaram CPI"

REVISTA EXAME*
"Caçadores fundam consultoria especializada em gestão de riscos"

* CAROS AMIGOS*
"O grito dos excluídos: Passeta a favor da paz critica truculência dos caçadores"

*G MAGAZINE*
(Ensaio fotográfico com lenhador)"Lenhador mostra o machado"

5 Opiniões:

Rodrigo Cavaleiro disse...

Primeiro, o que não falta é chapeuzinha por ai, rs... o que está faltando são lobos...

Tirando o trocadilho infame, gostei de rever os micro textos e as interpretações. O narrador realmente influência o conto...

E como observação final:
Com o passar dos tempos, vemos as piadinhas voltadas para outros assuntos, substituindo a história mais inocente, criada como original.
Resultado: Sou PTista, não te visito mais. =)

musicpris disse...

muito legal e esclarecedores esses exemplos, vlw!

Joe Carvalho disse...

Nunca concordei com o modo que a notícia é repassada.Nunca é imparcial como deveria.

Aff.

Gabriela de Amorim disse...

Olá!
Venho visitar hoje seu Blog e aproveito para parabenizar o post!
tenho feito posts nos ultimos dias sobre as versões da chapeuzinho na mídia também!
Caso tenha interesse, visite meu blog...
http://encantamentosdaliteratura.blogspot.com
Boa Quinta-feira!

InfinitoParticular disse...

Nunca é demais ler essas coisas que só mostram como a mídia trata o telespectador. É preciso ter olhos abertos né?

Adorei o blog em geral, viu?
Beijos
http://toneladasdepensamentos.blogspot.com/