quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Diversão nas livrarias


Deixou de ser coisa séria, e mudou o foco. Livraria agora é lugar de criança e virou sinônimo de brincadeira, com o intuito de incentivo a leitura, a proposta é aprender brincando




No chão um grande tapete emborrachado e colorido (material artesanal conhecido por E.V.A - Ethil Vinil Acetat ou em português Etileno Acetato de Vinila). Às 26 letras do alfabeto pintadas nas paredes. Pequenas mesas e cadeiras arredondadas com cores vibrantes, um grande sofá em forma de espiral entre as estantes repletas de livros e jogos educativos. Brinquedos espalhados por todos os cantos. O cenário lúdico é encantador e nostálgico. Um espaço infantil, que também fascinam jovens e adultos.


O que antes era um programa apenas para os amantes da leitura, estudantes e profissionais em busca de renomados títulos para preencher suas bibliotecas pessoais. Hoje é um dos passeios favoritos da criançada. Grande parte das livrarias oferece um espaço apenas para os pequenos se divertirem e principalmente adquirirem gosto pela leitura, é uma forma de incentivo.



As prateleiras e balcões destacam livros fascinantes, capas lúdicas que atraem a atenção das crianças, sem pensar duas vezes, elas correm em direção dos exemplares e cada uma pega o que mais chamou atenção. Logo, correm novamente em busca de um espaço para apreciarem o livro em mãos. É curioso olha para aqueles rostos e ver os olhos vidrados nas páginas desenhadas. Por um momento elas se desligam do mundo e viajam através das fabulas, histórias de magia e contos fantásticos.


Para os pais, não há nada mais animador que verem os filhos tão empolgados com a leitura. Para Vera Lúcia, mãe de Victor de 7 anos, é uma satisfação saber que o lazer predileto do filho é colecionar livros, “Ele ainda está aprendendo muitas coisas, mas adora ler, procurei acostumá-lo, lia histórias para ele todos os dias, quando começou ir à escola, ficava extasiado por aprender palavras novas, e era uma conquista conseguir ler sozinho”, conta Vera.



Aos finais de semana, as livrarias recebem visitas de centenas de crianças curiosas e interessadas em leitura. Elas buscam seus personagens favoritos, livros educativos, outros que oferecem brincadeiras, imagens e histórias encantadoras. “Atualmente as crianças se ligam mesmo em televisão, videogame e internet. Mas quando se envolvem com uma história que vale a pena, ficam loucas de curiosidade, sempre levam um livro para casa. Interessante mesmo é que algumas sempre voltam, lembram da gente e chama de tia, nos pegam pelas mãos e vão conferir o que há de novo”, afirma a vendedora Aline Fernandes da livraria cultura em pinheiros.


Sem dúvidas a leitura é umas das ferramentas mais importantes para o desenvolvimento e crescimento cultural das crianças, por isso existem diversos eventos dedicados a este publico para o incentivo a leitura, e funciona! Ao lado do pai, Jean Bastos de 9 anos mostra seu livro preferido, O ladrão de raios de Rick Riordan, “Todo mês compro um livro para o Jean, e lemos juntos, me preocupo com o aprendizado dele, e acredito que a leitura é o melhor caminho para enriquecer o conhecimento”, diz Marcos Bastos, pai de Jean.



Ler é mais do que acrescentar conhecimento ou desenvolver o lado culto. É também viajar e cair nas melhores fantasias, conhecer mundos e histórias fantásticas, é uma aventura.


Por Joyce Barreto

11 Opiniões:

Sandro Mangueirense disse...

Muito boa essa iniciativa. É nas crianças que tem que haver o incentivo á leitura, para que isso torne-se um hábito e elas cresçam achando isso prazeroso. Muito bom!

http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

kbritovb disse...

ainda bem que ainda existem pais responsáveis
o que eu mais quero fazer quando tiver um filho é ensinar ele a ler e gostar de ler

Raquel disse...

Aaah eu acho que a livraria ser assim é uma otima coisa, pois me cansei já de ver pais comprando livros pra seus filhos só por esse espaço ;D É um espaço que realmente vale a pena, até porque ler é muito bom ;D

Depois da uma passadinha no meu blog...

http://www.noindoevindodoinfnito.com/

;*

Bk. disse...

muiito legal a ideia! curti o poste :)
http://largataazul.blogspot.com/

gabriell de minno disse...

muito impressionante teu trabalho estou te seguindo e pretendo acompanhar seus posts, sempre que der aparece por la
gabrielluniaodastribos.blogspot.com

INFETO disse...

Essa mudança é bem interesantes sim. Foi gradativa e pode ser percebida nas grandes livrarias, do jeito que brasileiro faz filho feito coelho, abrir um espaço hoje sem um "sub" espaço destiando a suas crias é uma má alternativa. o problema é o uso do espaço, ja vi mães permitindo que seus filhos fizessem verdadeiros piques-nique entre os livros, sem contar aquelas que trocam a fralda deles ali mesmo e ainda largam por lá. Abraços

Anex Santis disse...

E ainda tem quem que fale que os futuros jovens lerão menos, são iniciativas assim que fazem tudo mudar pra melhor


Meu Blog de tirinhas e quadrinhos
http://www.desagrupador.com.br

Bruno Costa disse...

é bom iniciar as crianças nessa prática, para exercitarem a imaginação e não se atrofiarem em frente a televisão. Estimula a expansão das ideias e se cresce pensando mais amplamente. A criatividade será valorizada. Espero.

Ofensivo por Natureza disse...

Obrigadão pela visita no blog! Excelentes matérias! Parabéns! Sempre fique de olho que nós sempre postamos porqueiras no Ofensivo. Beijo e obrigado pela visita! http://ofensivopornatureza.blogspot.com/

Bk. disse...

valeeu floor :))

http://largataazul.blogspot.com/
atualizado.

João Batista de Lacerda disse...

Estes espaços são bons para despertar o interesse das crianças para a leitura.
Mais tarde elas concordarão com o escritor dessa frase:
“Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não lêem.” (Mário Quintana.)