segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

É diferente

É diferente - Por Joyce Barreto Chicon



O que pode ser então?
Muitas coisas passam pela cabeça.
É bom? É ruim?
Não sei. É diferente!

O que era cinza, ganhou novas cores.
Tudo é diferente.

São como páginas retomadas,
Como se tudo o que ficou para trás, fosse apagado.
Como se nunca tivesse acontecido.
Por quê? Só sinto algo diferente.

É até estranho, mas agora acredito no que nunca quis acreditar.
É como se aquelas páginas retomadas, ganhassem novas formas,
Em apenas alguns meses, tudo o que pensei durante anos, se apagou.

É difícil entender,
me sinto perdida como uma adolescente,
que acaba de descobrir um novo sentimento.

Não me lembro como aconteceu,
mas sei que tentei fugir,
como sempre fiz.
Embora seja um erro comparar com momentos passados,
pois tudo, desde o início, foi diferente!

Sensações únicas,
Agora, as estrelas brilham mais.
O céu é mais azul,
e até um conto de fadas pode ser real.

Empolgação?
Impulsos?
Sentimento momentâneo?
Não, sentimento verdadeiro!

É como um desafio,
daqueles que faz o coração disparar,
daqueles que nos leva a frente do espelho e nos deixa como loucos,
questionando a nós mesmos,
tentando entender e buscando respostas.

Eu conhecia:
um sentimento de raiva,
um sem importância,
outro de decepção e descaso,
mas agora me permiti, foi diferente e aprendi.

Não sei o que é, mas me faz bem.
É mágico,
curioso,
é diferente, 
e desta vez sinto que é amor!

Por Joyce Barreto Chicon


7 Opiniões:

Agostinho Lopes disse...

É o melhor sentimento de ser sentido...

Que ele permaneça!

Beijo!

Scarlat Assunção disse...

escreves tão bem *o*k

Aline Diedrich disse...

Bonito texto... e o importante é aproveitar o momento...

Bruna disse...

Muito bonito.
Amar é uma grande lição que o homem pode aprender, assim como mudar!
A vida é imensa.
Adorei o blog. Te espero no meu
http://brunacmourao.blogspot.com/

Mylla disse...

Comecei a passar por um momento assim há quase dois anos e tudo é muito colorido e diferente até hoje. E que continue sendo. :)

:*

http://hey-london.net

BiancaBooblekin disse...

"Não se sabe como começou,
aliás,nunca começou,
sempre existiu."

(Trecho de O acaso de uma Paixão - Bianca Vieira Paixão)

http://www.estrambotices.blogspot.com/

Danilo Salve disse...

muito legal, muito bonito


http://blogdosgoiabas.blogspot.com.br