terça-feira, 22 de maio de 2012

Por que é tão difícil ser Monógamo?

Filme: De repente é amor

Monógamo =Aquele que tem uma só esposa ou um só marido
Polígamo = Quem tem mais de um cônjuge ao mesmo tempo

Na 1ª temporada e no 7º episódio do seriado Sex and the city, a grande questão abordada pela personagem Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker), é a monogamia. Muitas perguntas e dúvidas foram levantadas durante todo episódio.

“Será que os homens têm aversão inata à monogamia, ou é mais do que isso?”

Ainda com tantas possibilidades em uma grande metrópole, com tantas opções do que fazer e tantas pessoas para conhecer. “Ser Monógamo é pedir muito?”

“É chato ser monógamo?”

Ou simplesmente é mais prazeroso ser polígamo?

“A monogamia está fora de moda?” Ainda que você fique com uma pessoa, o fato de querer ficar apenas com ela, e até namorá-la, é confundir os sentimentos?

Então, talvez seja por isso que hoje existe o termo P.A. (Pau Amigo), é isso mesmo, aquele negócio de ficar, beijar e transar com um amigo, e tudo sem compromisso nenhum. Assim, ninguém carrega o peso de ter que dar satisfação, de repente se surgir a oportunidade de ficar com aquela mulher maravilhosa na balada, ou com aquele cara fenomenal que desfila no corredor da empresa. Sem problemas, afinal é só uma “ficada com o amigo” mesmo. E porque não, vamos curtir a vida, certo?

Mas ainda tenho minhas dúvidas, não sei, muitas vezes vejo as pessoas por aí falando sobre moralidade, respeito, caráter e tudo o mais. Sem contar com aqueles que adoram falar sobre o que é certo e o que é errado.

Mais estranho ainda, é quando vejo a mulherada conversando sobre os homens. Aliás, me surpreende que elas julguem tanto eles quando os mesmos resolvem falar de sexo ou das mulheres gostosas que circular perto deles. Afinal, já houve pesquisas mostrando que as mulheres falam muito mais de sexo do que os homens, e elas já estão até mais cara-de-pau, e cheeeia das atitudes também. Para que esperar eles chegarem nelas com conversinhas fiadas, elas podem muito bem fazer isso e de uma maneira mais surpreendente até, dificilmente alguma leva um fora, e se leva também, eles viram gay para toda a rodinha de amigas dela. Eu posso falar tudo isso, afinal, sou mulher e tenho amigas bem modernas também.

Mas voltando para a monogamia, ou poligamia se preferir. Um fato é: ...Homens e mulheres, se não tem um compromisso sério, um namoro oficial ou algo do tipo, que mal há em ser polígamo?

Responda-me você.

Ser monógamo, é chato?



Acredite se quiser, mas ser fiel ainda é um pré-requisito para àqueles que querem assumir algo sério. Sim, por incrível que pareça ainda existem pessoas que procuram um grande amor, que queira viver uma vida inteira com ele (a), e assumir uma relação de verdade, cheia de costumes do passado, um deles é a fidelidade. E cá entre nós, com tanta modernidade por aí, em relação aos namoricos, algo assm é até admirável.

Quantos de vocês já não ouviu dizer que namorar ou ser casado é perca de tempo, claro, com tantas coisas para ser exploradas por aí, ficar com uma pessoa só é besteira. Já que este é um texto opinativo, posso dizer o que eu penso sem problema algum.

É muito legal poder sair com os amigos para vários lugares, conhecer muitas pessoas diferentes, ficar sem compromisso, e confesso que ser solteira (o), é algo gratificante, todo o tempo é nosso e podemos fazer o que quiser, sem ninguém pegando no nosso pé, não é mesmo?

Mas sinceramente, eu acho prazeroso ter uma pessoa do seu lado que realmente vale a pena, e que só essa pessoa te satisfaz de forma que você se sinta única (o), de maneira que nenhuma daquelas centenas que você saia fazia. E você se sinta também, feliz e que perceba que finalmente é importante para alguém, e não da sua mãe que estou falando.

“Em uma cidade com possibilidades infinitas, às vezes, não existe coisa melhor do que saber que você só tem uma”, Carrie Bradshaw em Sex and The City.



Quanto custa ser monógamo?

Filme: Diário de uma paixão

É, o assunto é sobre fidelidade. Ter uma só pessoa na sua vida e sentir-se feliz por isso. Dá para imaginar?
Vou voltar a ser piegas e brega para alguns. Mas depois que você conhece alguém que te faz sentir completa, você se fecha para outras opções, que na verdade não acrescentaram nada na sua vida e nem significado teve. Sim, porque pela primeira vez você será importante, e essencial para alguém. E olha que mágico, este alguém, será também especial para você. A vai, pára, a sua vida não vai ser monotona, e sem graça por isso, a menos que você seja um porre e não aceite as mudanças. Aí meu querido (a), o problema é com você. Então, porque não se dá uma chance e se permita mais?

Poligamia, já!



É mais fácil, parece mais prazeroso, envolve aventuras, é tentador, não acha? É um caso a mais, e você é só mais um (a) também.

É necessário mesmo viver de tudo, passar por inumeras situações, até porque a vida é mesmo uma escola, e tudo vale como eternas lições, basta você querer aprender.

No nordeste se ve mtos homens com mais de uma mulher e tds cientes, tive um prof. Desembargador aposentado que disse que nao morreria sem ver legalisada a poligamia se ate a uniao estavel de pessoas do mesmo sexo foi legalizada.”
Rodrigo, 30 anos

Você sabia que em alguns países nos quais é algo normal os homem terem mais de uma mulher, essas mesmas lutam contra a poligamia? Creio que não seja algo mesmo muito agradável.


Monógamo ou Poligamo, eis a questão...






“Eu nunca namorei, nunca quis, nem conheci ninguém que eu gostasse tanto para pedir em namoro. A única vez que fiquei muito tempo com alguém, durou 5 meses, e eu ficava também com outras pessoas, mas é normal eu aproveito a minha vida e estou bem assim, quando tiver que encontrar alguém, naõ vai ser planejado.”
Fábio, 27 anos

“Já namorei algumas vezes, mas já fui traído e já traí. Sempre brigavamos, eu acho que se não existe respeito ou se não gostar de verdade. Não da certo a relação. E acho mais difícil as pessoas querer algo sério hoje em dia.”
Bruno, 25 anos

“Já aproveitei muito a minha vida de solteira, namoro há 4 anos e nós pretendemos construir uma vida juntos, eu acho que depois que você encontra alguém que vale mesmo a pena. Deve valorizá-lo, desde que seja reciproco. Me sinto apaixonada todos os dias, estou satisfeita e isso me basta.”
Luciana, 29 anos

“Eu acho um assunto complicado, porque enquanto uns desejam ter alguém para a vida toda que a valorize e vice-versa, o outro pode não ter o mesmo pensamento, isso é algo delicado porque pode ferir os sentimentos das pessoas. Mas eu sou a favor da monogamia, acho importante reconhecer o valor que as pessoas tem.”
Aline Oliveira, 24 anos

“Todo mundo já traiu, ou já foi traído. Ou seja, todos já provamos um pouco da poligamia, é bom no início porque é sempre uma nova aventura. Mas depois é fato que você vai sentir um grande vazio.”
Adilson, 28 anos

“Penso que seja uma questão cultural, Não acho a poligamia algo hediondo, mesmo em nossa cultura, mas deve haver compreensão de ambos os lados, mas prezo e quero para mim uma vida monógama.”
Nilton Morimoto,

“Acredito que esse termo “poligamia”, seja uma desculpa e um nome menos agressivo para uma promiscuidade e orgia. Se o cara diz que quer um relacionamento fixo com várias mulheres, chega a ser bizarro. Eu dou valor ao modo tradicional, a monogamia.”
Victor Teixeira, 24 anos

“Eu desejo um único parceiro para minha vida, que sejamos só nós dois. Mas se acontece de ele não ter interesse e mostrar que só quer curtir a vida, então teremos um problema. Há muitos homens que mostram que não estão nem aí, e saem com várias mulheres ao mesmo tempo. Estão na fase de curtição sempre.”
Regina, 24 anos

“ Eu acho engraçado ouvir de mulheres que os homens são os maiores cafajestes que existem no mundo, sendo que muitas delas são completamente vulgares, fazem de tudo para se exibir para qualquer um que exale um cheiro masculino. Prova disso, você vai em qualquer balada, e temos um grupo de mulheres usando vestidinhos cubinhos, agarrados, quase penetrando no corpo, com pernas de fora, quase sempre são tomara-que-caia, um enorme salto que nem elas conseguem se equilibrar, e andam como patas, cabelos chapados e nem elas conseguem assumir quem realmente são, escravas da chapinha e maquiagem. São ótimas para satisfazer o desejo de qualquer cara afim de transar. Mas andar de mãos dadas com uma pessoa assim é vergonhoso. Eu gosto de mulher que acima de tudo se da valor. São bonitas sem forçar nada. Eu levo a sério a monogamia, e acho hipocrisia quando mulher fala que homem não presta e não vale nada.”
Diego, 28 anos

“Monogamia: impraticavel nos dias de hoje!
Lucas Massari, 23 anos


Filme: Diário de uma paixão



4 Opiniões:

Blog UaiMeu! disse...

não é dificil tem que ter cumplicidade pra isso!
passa lá?
http://uaimeu10.blogspot.com.br/2012/05/phillip-phillips-give-little-more.html

Agda Jaqueline Proença disse...

Penso que nos dias atuais é tudo muito fácil. Os homens já ficaram estereotipados que não se apaixonam fácil...e no lugar onde a oferta é maior que a procura, ser de uma só fica complicado. Não acho que isso seja impossível, mas é difícil. Citei os homens, porém existe muita mulher que eu não coloco a minha mão no fogo.
Não defendo poligamia, mas também a decisão de trair ou não trair vai da consciência de cada um.
A palavra chave para um relacionamento ir adiante nos moldes normais da nossa sociedade, é Respeito. Qdo há isso, começa a atração, companheirismo, amor...e tudo flui!

Priscíla Perin disse...

Parece clichê dizer isso, mas é tudo uma questão de opinião mesmo... Não existe certo ou errado. Não sou a favor da poligamia, mas não "condeno" quem usufrui dela. Se estão bem assim e com consentimento de ambas as partes ok, sejam felizes. oeisauoea

Seguindo aqui!
Da uma passadinha no meu blog e se gostar segue tb? :D

novo post: Como deixar um homem louco na cama!!
http://daydreaminmadhouse.blogspot.com.br/2012/05/como-deixar-um-homem-louco-na-cama.html

(não é nada disso do que você está pensando *o*)
esoiaueoa
BjO!

Vanessa disse...

Não sei se acredito em aversão inata. Monogamia, poligamia e tudo o que se pensa sobre isso é construído socialmente. Eu prefiro uma vida monogâmica e não acho que seja chata.