terça-feira, 19 de junho de 2012

Segurança dos cartões

Simples precauções antes de dar o “enter” no carrinho de compras podem preservá-lo de muitas dores de cabeça
 
Por Joyce Barreto Chicon
 
É prático, cômodo, facilita a vida e nem precisa sair de casa para ter o que precisa. Comprar, pagar contas e verificar saldo e extratos bancários pela internet já é uma necessidade vital, mas por trás de tantas facilidades, perigo: seu cartão pode ser clonado e um fraudador pode devastar a sua conta bancária e seus limites de crédito num piscar de olhos. Portanto, não vacile. Segundo o advogado Marcos Diegues, do Procon, não se pode afirmar que os sites são 100% seguro. “É necessário pesquisar sobre o site antes de efetuar compras. Consulte a ficha da empresa nos órgãos de defesa do consumidor para saber se há reclamações registradas”, ensina.
Métodos seguros

Antes de sair cadastrando o número e senha do seu cartão de crédito, é necessário conhecer algumas formas básicas de proteção virtual, que proporcionam mais garantia para sua compra.

Existem mecanismos na internet que indica maior segurança, por exemplo, algumas vezes é possível notar um pequeno cadeado no rodapé dos sites, ou então no protocolo da página, se constar HTTPS:// também é um indicador de maior confiabilidade, do que os que são apenas HTTP://. Passe a reparar estes detalhes quando entrar em algum site para consumo.

Outro item que deve ser analisado são as informações que a página, como o endereço, telefones, CNPJ da empresa, responsáveis e outros dados que facilite o cliente conhecer melhor o fornecedor. Esta é uma forma de indicar seriedade e dedicação de tratar com os consumidores.

Uma dica é que durante a sua compra, vá salvando às páginas e informações de todo procedimento feito. É uma forma de garantir sua solicitação. Guarde com você, até receber seu pedido corretamente e com a certeza que estará livre de problemas.




Fui vítima, e aí?

Entre em contato com o site. Caso não resolvam o problema, acione a empresa no Procon. Se o seu cartão foi fraudado após a compra, a responsabilidade é do banco. Neste caso, o ressarcimento é inevitável. Após as compras, anote o número do protocolo de atendimento e solicite um comprovante da ação. Lembre-se: cabe a você tomar os cuidados antes de efetuar qualquer pagamento.

Previna-se

Mantenha o antivírus do seu computador sempre atualizado. Nunca abra e-mail com nome de bancos. As instituições financeiras não costumam se relacionar com seus clientes via e-mails. Na dúvida, entre em contato com sua gerência.  Se a compra puder ser por meio de boletos bancários, prefira a opção. Assim, você imprime e paga com segurança.

 

0 Opiniões: