domingo, 27 de outubro de 2013

Liliana Crociati de Szaszak

No post “Cemitério da Recoleta – Buenos Aires” Mencionei que um dos principais mausoléus que me chamou a atenção foi o da italiana Liliana Crociati de Szaszak, vou explicar por que.


O túmulo de Liliana fica localizado em uma das esquinas do cemitério da Recoleta, e mesmo que se trate de um túmulo, é harmonioso, por causa da delicadeza na qual foi esculpido a imagem da moça e seu cachorro. O pai de Liliana pediu ao escultor Wieredovol VIladrich um mausoléu que imitasse a frente do quarto da filha e além a imagem em tamanho real de Liliana, esculpiu a imagem do cachorro Sabú, o fiel companheiro da moça.

Túmulo de Liliana Crociati de Szaszak
Por Joyce Barreto Chicon
No dia 26 de fevereiro de 1970, com 26 anos de idade, a jovem Liliana passava sua lua de mel em Innsbruck na Áustria. Quando uma tragédia aconteceu, seu quarto de hotel foi atingido por uma avalanche, que a matou. Conta a história que nesse mesmo dia (ou muito próximo disso), seu cachorro Sabú faleceu.

A mãe de Liliana projetou o túmulo no estilo gótico, tentando destacá-lo dos demais túmulos do cemitério. Abaixo da estátua de Liliana e Sabú há um pódio de pedra que exibe uma placa, onde o pai de Liliana escreveu um poema (em italiano) expressando seus sentimentos pelo o que ocorreu com a filha.

“A Mia Figlia”

Solo mi chiedo il perché
Tu se partita e distrutto hai lasciato il mio cuore
Che te solamente voleva, perché?
Perché? Solo il destino sà il perché e mi domando perché?
Perché non si può stare senza te, perché?
Tanto bella eri che la natura invidiosa ti distrusse, perché?
Perché, solo mi domando se Dio c'é, con se porta via ciò che suo non è
Perché ci distrugge e lascia all'infinito il dolore!
Perché? Credo al destino e non a te, perché?
Perché solo sò che sempre sogno con te, perché c'é di che?
Per tutto l'amore che sente il mio cuore per te.
Perché? Perché?
Il tuo papá

Tradução

À minha filha
Somente me pergunto o porquê
Tu te foste e deixaste meu coração destruído
O qual apenas te queria, por quê?
Por quê? Apenas o destino sabe a razão, e eu me pergunto: por quê?
Porque não podemos ficar sem ti, por quê?
Tu eras tão bonita que a natureza, invejosa, destruiu-te. Por quê?
Apenas me pergunto por que, se há um Deus, ele leva-te em Seu nome.
Porque ele nos destrói e nos deixa numa eternidade de tristezas!
Por quê? Eu acredito no destino, não em Você. Por quê?
Porque apenas sei que sempre sonho contigo, por que isso?
Por todo o amor que meu coração sente por ti.
Por quê? Por quê?
Teu Papai

Liliana Crociati de Szaszak
Fonte: recoletacemetery

Sabú
Fonte: recoletacemetery



Fonte:recoletacemetery


Fonte: recoletacemetery

Fonte: recoletacemetery
---

É uma história triste, mas que se um dia você for até o Cemitério da Recoleta, entre tantas histórias riquíssimas, não deixe de conhecer o mausoléu de Liliana Crociati de Szaszak.

É claro que existem outras inúmeras histórias tristes, curiosas e também apaixonantes no cemitério da Recoleta de Buenos Aires. Para conhecer um pouquinho mais, acesse: http://www.recoletacemetery.com/.

Até o próximo post...


sábado, 26 de outubro de 2013

Cemitério da Recoleta - Buenos Aires

Nos posts anteriores, falei sobre a viagem a Buenos Aires que meu namorado e eu fizemos nessas férias, falei sobre “A crise da Argentina” e comecei a falar em como foi a “viagem para Buenos Aires”. 

E prometi que falaria sobre todos os detalhes que mais chamaram a atenção na viagem.

Aqui falo sobre o Cemitério da Recoleta, que foi um dos mais incríveis passeios que fizemos muito rico em conhecimento e bem curioso também.

Cemitério da Recoleta - Buenos Aires
Cementerio de la Recoleta assim falam os portenhos. O Cemitério foi inaugurado em 1822 no harmonioso e nobre bairro da Recoleta. Flores cercam o cemitério, na entrada um jardim verde que recebe os visitantes. A mistura da flora com a beleza arquitetônica é um convite para conhecer o que há de tão especial dentro do cemitério.

Quando falamos de “cemitérios” algumas pessoas mostram repulsa, porque já imaginam o ambiente e cenas fúnebres, mas não estamos falando de um cemitério simples, no qual o movimento lá dentro é para condolências, ou cerimônias funerárias. Falo de um cemitério que carrega aulas riquíssimas da história argentina. Além de obras artísticas de deixar qualquer um admirado e esquecer que está dentro de um cemitério.

Assim como o cemitério da Consolação em São Paulo, o Cemitério da Recoleta em Buenos Aires possui grande influência francesa, e em suas instalações existem a maior parte das famílias aristocratas da Argentina.

Lá, muitos mausoléus são famosos e alguns turistas vão direto a procura dessas, como:

Eva Perón

Eva (Evita) Duarte de Perón (1919-1952), considerada a defensora dos trabalhadores, esposa do general Juan Domingo Perón.

Luis Federico Leloir (1906-1987), cientista ganhador do prêmio Nobel de Química de 1970.

José Hernández (1834-1886), reconhecido peta e político.

Miguel Cané (1851-1905), escritor e advogado.

Victória Ocampo (1891-1979), escritora e editora.

Victória Ocampos
 Nicolás Avellaneda (1837-1885), foi presidente da Argentina 
entre 1874 e 1880. Além de advogado e jornalista.

 Adolfo Bioy Casares (1914-1999), escritor de obras famosas, também escreveu com outros autores de peso no país.

Miguel Juárez Celman (1844-1909), foi presidente da Argentina e advogado.

Cosme Argerich (1758-1820), primeiro mestre de estudos médicos da Argentina. 

Blanca Podestá (1889-1967), atriz e produtora enterrada no jazigo familiar García Velloso.
Cosme Argerich

Carlos Maria de Alvear (1789-1852), soldado que lutou pela independência americana.

Alejandro Vicente López y Planes (1785-1856), autor do hino nacional da Argentina.

Juan Andrés Gelly Y Obes (1815-1904), chefe do Estado-Maior do Exército da Argentina na guerra do Paraguay.





Além de milhares de outros nomes famosos e muito importantes da história da Argentina.

Lá, tiramos algumas fotos incríveis do cemitério, e vou compartilhar com vocês!

Para ver em tamanho original, clique sob a foto.




















No próximo post, falarei sobre o mausoléu que entre todos me chamou mais atenção, e fiz questão de pesquisar detalhes sobre toda a história da italiana Liliana Crociati. Vocês entenderão porque.

Então... Até o próximo post amigos blogueiros...



Posted on sábado, outubro 26, 2013 | Categories: