domingo, 27 de outubro de 2013

Liliana Crociati de Szaszak

No post “Cemitério da Recoleta – Buenos Aires” Mencionei que um dos principais mausoléus que me chamou a atenção foi o da italiana Liliana Crociati de Szaszak, vou explicar por que.


O túmulo de Liliana fica localizado em uma das esquinas do cemitério da Recoleta, e mesmo que se trate de um túmulo, é harmonioso, por causa da delicadeza na qual foi esculpido a imagem da moça e seu cachorro. O pai de Liliana pediu ao escultor Wieredovol VIladrich um mausoléu que imitasse a frente do quarto da filha e além a imagem em tamanho real de Liliana, esculpiu a imagem do cachorro Sabú, o fiel companheiro da moça.

Túmulo de Liliana Crociati de Szaszak
Por Joyce Barreto Chicon
No dia 26 de fevereiro de 1970, com 26 anos de idade, a jovem Liliana passava sua lua de mel em Innsbruck na Áustria. Quando uma tragédia aconteceu, seu quarto de hotel foi atingido por uma avalanche, que a matou. Conta a história que nesse mesmo dia (ou muito próximo disso), seu cachorro Sabú faleceu.

A mãe de Liliana projetou o túmulo no estilo gótico, tentando destacá-lo dos demais túmulos do cemitério. Abaixo da estátua de Liliana e Sabú há um pódio de pedra que exibe uma placa, onde o pai de Liliana escreveu um poema (em italiano) expressando seus sentimentos pelo o que ocorreu com a filha.

“A Mia Figlia”

Solo mi chiedo il perché
Tu se partita e distrutto hai lasciato il mio cuore
Che te solamente voleva, perché?
Perché? Solo il destino sà il perché e mi domando perché?
Perché non si può stare senza te, perché?
Tanto bella eri che la natura invidiosa ti distrusse, perché?
Perché, solo mi domando se Dio c'é, con se porta via ciò che suo non è
Perché ci distrugge e lascia all'infinito il dolore!
Perché? Credo al destino e non a te, perché?
Perché solo sò che sempre sogno con te, perché c'é di che?
Per tutto l'amore che sente il mio cuore per te.
Perché? Perché?
Il tuo papá

Tradução

À minha filha
Somente me pergunto o porquê
Tu te foste e deixaste meu coração destruído
O qual apenas te queria, por quê?
Por quê? Apenas o destino sabe a razão, e eu me pergunto: por quê?
Porque não podemos ficar sem ti, por quê?
Tu eras tão bonita que a natureza, invejosa, destruiu-te. Por quê?
Apenas me pergunto por que, se há um Deus, ele leva-te em Seu nome.
Porque ele nos destrói e nos deixa numa eternidade de tristezas!
Por quê? Eu acredito no destino, não em Você. Por quê?
Porque apenas sei que sempre sonho contigo, por que isso?
Por todo o amor que meu coração sente por ti.
Por quê? Por quê?
Teu Papai

Liliana Crociati de Szaszak
Fonte: recoletacemetery

Sabú
Fonte: recoletacemetery



Fonte:recoletacemetery


Fonte: recoletacemetery

Fonte: recoletacemetery
---

É uma história triste, mas que se um dia você for até o Cemitério da Recoleta, entre tantas histórias riquíssimas, não deixe de conhecer o mausoléu de Liliana Crociati de Szaszak.

É claro que existem outras inúmeras histórias tristes, curiosas e também apaixonantes no cemitério da Recoleta de Buenos Aires. Para conhecer um pouquinho mais, acesse: http://www.recoletacemetery.com/.

Até o próximo post...


2 Opiniões:

Anônimo disse...

Recentemente fui ao túmulo e graças as suas informações pude descobrir a história triste por trás de duas esculturas tão belas.

Blog cumprindo sua função social: INFORMAR.

Parabéns!

Cleide disse...

Durante a viagem em família a Buenos Aires,fizemos questão de conhecer o cemitério com o intuito de ver o mausoléu de Evita, mas fomos surpreendidos por essa escultura triste. Fotografei e procurei no Google e achei essas informações riquíssimas. Obrigada, fiquei curiosa em saber a história e você me ajudou.