sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Mitos e verdades de uma grávida

Enjoo, azia, sexo do bebê. O que está por trás dos tititis que assolam as barrigudas durante esse período mágico e ao mesmo tempo questionador

Por Joyce Barreto - 
Para Revista 7dias -

 edição 384.


Basta a notícia de uma gravidez correr solta que lá vem história. “Não fique com vontade que nascerá com a cara disso”. “Enjoou? Ah, esse bebê é cabeludo!” E ainda tem as “videntes” do sexo do bebê: barriga pontuda, pele bonita... E, para completar o arsenal de blábláblá, o diagnóstico manjado: É normal grávida sentir calor... Essas e tantas outras “previsões” deixam as barrigudas ouriçadíssimas. E para acabar com as polêmicas gestacionais, o obstetra Luis Fernando Leite, do Hospital e Maternidade Santa Joana, de São Paulo, tira a prova dos 9!

Amamentar emagrece?
Verdade! A mãe pode perder até 400 calorias por amamentação. Se a ideia for eliminar os quilinhos que ganhou durante a gravidez, deve dobrar a preocupação com a alimentação que, necessariamente, precisará ser saudável para sua saúde e do bebê.

Enjoo e azia: é cabeludo?
Mito! Não há fundamento nesta informação. Durante a gravidez o organismo da mulher fica mais sensível. Até o terceiro mês, a placenta forma o hormônio gonadotrófico coriônico, cujo principal sintoma é o enjoo. Um bom sinal, pois significa que a gestação está normal.

Soluço na barriga
Verdade! É completamente normal o bebê soluçar dentro da barriga. Na maioria das vezes, a mãe até consegue sentir esse fenômeno, que nada mais é do que a respiração da criança.

O pênis machuca o bebê na penetração?
Mito! A grávida pode praticar atividades sexuais normalmente. Só deve ficar atenta com algumas posições porque o útero cria uma defesa durante a penetração, contrai e pode causar dor no coito.

Mudança da lua influencia no parto?
Talvez! Cientificamente, não existe nada que comprove isso, mas a Lua Cheia e a Nova tem força energética superior. Portanto, há a possibilidade de aumentar o número de mulheres entrando em trabalho de parto nessas fases.

Formato da barriga indica o sexo?
Mito! O formato da barriga pode indicar a posição que a criança se encontra, o tamanho da placenta e, principalmente, o quanto a mãe engordou. Nada além disso!

Grávidas sentem mais calor?
Verdade! Nesta fase, o metabolismo da mulher aumenta e, por consequência, transpira mais. Acontece a vasodilatação que facilita a perda de líquidos e sais minerais, deixando o corpo mais quente.

Canja, canjica e cerveja escura aumentam o leite?
Mito! O acúmulo de leite acontece através de hidratações que a mulher faz durante a gestação e depois do parto. E isso deve vir por meio de muita água, leite, suco e líquidos ricos em vitaminas e nutrientes.

Ficar com vontade dá mancha?
Mito! Isso não passa de crendice popular.

Preciso me alimentar por dois?
Mito! Esta é uma questão importante, porque as mães devem se alimentar para os dois e não por dois. É necessário que controle o peso na gestação para não ultrapassar limites e comprometer a saúde dela e do bebê.

Jejum prolongado dá enjoo?
Mito! Não é só na gravidez que isso acontece. Em qualquer situação a pessoa que ficar muito tempo sem comer terá sintomas semelhantes. A fome da grávida aumenta por causa da progesterona. O que pode ocorrer é que de ela ficar fraca e passar mal com um jejum prolongado.

Mexer muito é sinal de agitação?
Mito! Os bebês se mexem mais quando têm espaço e muito líquido na barriga, mas conforme vai crescendo o espaço diminui e, assim, ele fica mais quietinho.

Se não se mexe pode estar morto?
Nem sempre! Quando o espaço diminui, a criança fica limitada a se mexer. Por isso, pode se movimentar menos do que no início. Não se desespere, apenas fique atenta se ficar mais de seis horas sem se mexer. Nesta situação, consuma glicose, deite de costas e balance a barriga. Se nem assim se mexer, procure seu médico.

“Já identifica a voz do papai...”
Não! A criança identifica primeiro a mãe e, só quando nasce, passa a identificar o pai. Durante a gestação, o contato com a mãe se dá através do sangue. Se ela está feliz, transmite alegria para a criança. O mesmo acontece quando está agitada, estressada...

Bucha nos mamilos evita rachadura?
Verdade! A ideia é gerar atrito nos mamilos, portanto, pode passar toalha, bucha, hidratar ou apenas massageá-los com as próprias mãos em movimentos circulares. Vale também usar camiseta sem sutiã, porque, conforme os movimentos, a roupa entra em atrito com os seios.

“Ah, que vontade de chupar tijolo?”
Verdade! É normal que isso aconteça com as mulheres desnutridas por falta de complexo B e vitaminas.

0 Opiniões: