domingo, 14 de setembro de 2014

São Sebastião

Praia Camburi - São Sebastião/ São Paulo
Neste final de semana escolhemos São Sebastião para descansar um pouquinho, e passar um tempinho com os amigos. O tempo está ótimo, um sol bem forte, dá para queimar bastante, então... Muito protetor nessa pele.


Desta vez ficamos na praia Camburi, Boiçucanga e por último, praia da Baleia. Fomos em seis amigos, e todos adoraram tudo por lá. Tem bastante coisas para fazer, e um centrinho bem bacana, com várias opções de restaurantes e barzinhos para passear de noite. 

Praia Boiçucanga - São Sebastião/ SP

A dica é São Sebastião, litoral norte de São Paulo.
Ficamos na pousada Tempo Rei em Boiçucanga. Muito bacana, uma área de lazer legal, com sala de jogos e piscina. Café da manhã não deixou a desejar, e percebe-se que é tudo bem higiênico.

Vale à pena conhecer!

O livro que me acompanhou nesta viagem foi o “She”, de Robert A. Johnson.

Praia da Baleia - São Sebastião/ SP
Livro She  de Robert A. Johnson

Posted on domingo, setembro 14, 2014 | Categories: ,

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Chega de vergonha na cama

Tabus atrapalham a vida sexual das mulheres. Descubra o que os homens pensam sobre cada uma das nossas preocupações e resolva o problema


A vergonha na hora do sexo é muito comum, a maioria das mulheres se preocupa com detalhes que para o parceiro não são tão importantes. Mas é bem difícil convencê-las disso. As queixas mais comuns são: celulite, a depilação que não está em dia e até complexos com o próprio corpo. Essas preocupações incomodam e deixam as mulheres tímidas na hora da transa. A paranóia de ser um padrão de beleza faz com que as pessoas enxerguem apenas imperfeições, e com isso, acabem com sua auto-estima e fiquem inibidas durante relacionamento sexual”, explica o urologista e terapeuta sexual Celso Marzano. “Os homens não se preocupam com algumas gordurinhas ou estrias, mas a encanação da mulher, além de atrapalhar sua própria resposta sexual afeta a excitação do parceiro e pode até provocar a perda da ereção peniana ou uma ejaculação precoce”, conclui. Para ajudá-la a resolver esse problema fomos a campo para descobrir o que os marmanjos pensam sobre os tabus da mulherada. Além disso, conversamos com a personal sex trainer Fátima Moura que dá conselhos precisos para as tímidas de plantão.

Bicos dos seios grandes


“Sou virgem, pois morro de vergonha dos meus seios. Eles são pequenos e o que mais me incomoda são os bicos que são grandes demais e desproporcionais.”
Marcela Dionísio, 25 anos

Opinião masculina
“A partir do momento que você se relaciona com alguém, vai adquirindo uma confiança e se envolve. A mulher não deve ficar encanada com este tipo de “problema”. Ter o bico do seio grande não é nada anormal”
Lucas Ribeiro
Conselhos
Dr. Celso Marzano: Hoje em dia até as regiões genitais e mamas têm padrões de beleza impostos pela mídia e as pessoas se julgam feias por estarem fora dele. Vale a pena? Pare e pense.  Quanto tempo de prazer você está se perdendo por causa disso?

Dra. Fátima Moura: Se o incomodo é o bico dos seios, um sutiã sensual ou uma camisolinha com bojo ajuda bastante. E procure valorizar o que você mais gosta no seu corpo.

Strip Tease



“Estou com meu marido há sete anos, e mesmo assim tenho vergonha de fazer strip, tenho muita vontade, mas não consigo, e o problema não é tirar a roupa, mas fazer um jogo sensual, acompanhado por músicas e luzes. Acredito que seja fico tímida pelo fato de ter que encarnar uma personagem”
Gisele Macedo, 22 anos

Opinião masculina
Uma incrementada para apimentar a relação sempre é bem vinda. Fetiches ajudam a sair da mesmice. Se eu fosse surpreendido com um strip ficaria bem excitado.
Paulo Frizzo, 25 anos

Conselho
Dra Fátima Moura: Você não precisa criar uma caricatura e fazer caras e bocas. O Strip Tease é na realidade é uma dança sensual. Basta lembrar da dança do ventre, que tem movimentos bem parecidos. Se você nunca fez, é legal dançar na frente do espelho até conseguir acompanhar a música. Não precisa usar necessariamente fantasias, use um vestidinho de zíper ou botões e vá abrindo bem delicadamente. Deixe a música levar o seu corpo e não precisa ter vergonha afinal vocês são muito íntimos.

Celulite, ai que vergonha!


Sou magra e me sinto até bonita, mas meu drama começa quando tiro a calça, tenho um pouco de celulite e tenho vergonha de mostrar pro meu namorado, estamos há pouco tempo juntos, apenas cinco meses, e tenho medo de que ele perca o tesão por mim.”
Luana Dimitri, 20 anos

Opinião masculina
“Todo mundo tem alguma coisa que não gosta no corpo. Penso que em um relacionamento deve haver cumplicidade, portanto não há motivo para se preocupar. Se você curte a pessoa é o que importa. E sem esse tipo de encanação, o sexo fica bem mais gostoso.”
Júlio Castro, 32 anos

Conselho
Dra Fátima Moura: Não encane com a celulite, use cremes, beba muita água, e cuide da sua alimentação, pois ajuda mesmo. E não fique falando delas na hora H, nem fique reparando, é provável que o seu namorado nem note a presença delas.

Com pelos? Nem pensar!



“Eu não transo enquanto não me depilo, meu namorado reclama, mas não tem jeito se não consigo uma hora pra depilar, não faço sexo. Durante este tempo eu fico só nas preliminares.”
Priscila Biseto, 28 anos

Opinião Masculina
“Se o casal se gosta o parceiro saberá relevar, tem homens que prefere que a mulher se depile totalmente, mas a mulher precisa levar em consideração se ela passa horas na depilação por ela ou para agradar o parceiro. Ela deve se sentir bem com si mesma antes de qualquer coisa”
Tales, 20 anos

Conselho
Dra. Fátima Moura
Faça o que é bom para você, seja espontânea, se você não tem irritabilidade, use a lâmina, uma vez ou outra não faz mal.








segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Meu dente quebrou, o que faço?

Saiba o que fazer quando uma fratura, queda de obturação e até uma simples lasca acontece na hora mais inoportuna

Saiba o que fazer quando uma fratura, queda de obturação e até uma simples lasca acontece na hora mais inoportuna
É tanto corre-corre, que nem o horário de almoço é possível fazer direito: você come com pressa, bota força na mastigação e, de repente, sente que mordeu algo que não deveria e... Humm. Quebrou um pedaço do dente! Pois é. Saiba que traumas assim são mais comuns do que imagina e tiram qualquer um de sua sanidade mental. Tem gente que até chora. Segundo o cirurgião Moacyr Menéndez, do Espaço Aberto, os acidentes dentários se dividem em fratura coronária dental, fratura radicular dental, luxação e avulsão. Saiba como proceder diante de qualquer uma dessas situações, especialmente numa fratura coronária, quando quebra apenas um pedaço do dente, mas a base permanece na boca.

Avulsão
É quando o dente cai por inteiro. Procure-o e evite manipulá-lo pela raiz. Nunca remova a carne que está em torno do dente. Segure-o pela coroa do dente (parte visível do dente), lave-o com cuidado com soro fisiológico ou água limpa ou leite. Tente recolocar o dente no alvéolo dental com uma manobra cuidadosa, pois o alvéolo dentário pode estar cheio de sangue não o remova. Caso não seja possível, o implante será a solução imediata. Armazene o dente num recipiente com soro fisiológico e procure um dentista, pois o tempo é fundamental para a preservação do dente.

O que fazer em três situações
Fratura coronária
Procure o pedaço que quebrou e mergulhe-o num soro fisiológico ou água limpa. Se em último caso você não tiver em mãos estes líquidos, coloque no leite. Vá a um cirurgião dentista com o fragmento dental. Muitas vezes poderá ser colocado ao remanescente dental.

Fratura radicular
Siga o mesmo procedimento citado na fratura coronária, leve a base do dente ao dentista e ele saberá qual o procedimento que deverá ser tomado.

Luxação
Uma lesão gerada por luxação provoca o abalo do dente, mobilidade ou desalinhamento sem provocar queda, além de formar um pequeno sangramento ao redor do dente. Neste caso, pegue uma gaze ou um lenço limpo e tente alinhar suavemente o dente com os demais. Não pressione o dente. Procure o dentista o mais rápido e não espere o dente escurecer, pois isso pode indicar uma mortificação pulpar com a necessidade imediata de um tratamento de canal. Após uma radiografia, seu dentista saberá o que fazer.
Posted on segunda-feira, setembro 01, 2014 | Categories: