segunda-feira, 25 de abril de 2016

Política não é igual a futebol, e se discute SIM!


Estamos passando por um momento político bem difícil e isso não é novidade para nós brasileiros. Lembro-me que em uma das aulas de economia na faculdade, o professor falava sobre a situação do Brasil, isso foi em 2009. Fez uma daquelas brincadeiras que possuem um fundo de verdade.

Ele disse: - Se um dia vocês fizerem uma prova importante que pergunte “Qual a situação do Brasil em 1XXX? Responda: ‘estava em crise’, com esta resposta você garante uma questão correta em sua prova”.
Claro, que todos nós alunos demos risada da brincadeira, mas, se pararmos para refletir, essa é a dura verdade sobre nosso país. Sempre estivemos em crise, independente do momento, havia uma crise no Brasil.

Mas o que realmente quero levantar aqui nesse texto, é a frase que estamos tão acostumados a ouvir, e até adotamos: “Política é igual a futebol, não se discute”.
Desculpe você que concorda com essa frase, mas quero lhe dizer que, politica se discute, SIM. E é um DEVER discuti-la. A frase faz parte de uma cultura que foi imposta em nossa sociedade, e sem pensar sobre o assunto, acatamos. Porque sempre pensamos que política é um sinônimo de briga. E temos por obrigação que retirar esse pensamento tão absurdo da cabeça.

Brigar é ignorância, discutir política é preciso! E é sem a discussão, sem o entendimento político que nós vamos caminhando, protestando (de forma equivocada), e agindo com falta de informação, e algumas pessoas recheadas de atitudes ignorantes.

Em nossa cultura, não há uma educação política, mas que deveria fazer parte da nossa formação. Desta forma temos muitos achismos e principalmente a identificação de um lado (esquerdo ou direito), sem o estudo do que cada um realmente representa.

Não interessa se você se identifica com a esquerda e seu amigo se identifique com direita. Você é um ser humano que recebeu um mínimo de educação e deve ser aberto a opiniões diversas, a menos que você seja tão influenciável, que se deixa levar pelo que os outros acreditam.

O fato de você não concordar com a opinião alheia, não te da o direito de brigar, xingar e ter atitudes desprezíveis. A sua obrigação como cidadão é escutar outras opiniões, isso te ajuda a entender outras posições diferentes da sua, assim como aposto que você faz questão de ser respeitado.

Política se discute e com educação sempre!